sexta-feira, 21 de abril de 2017

Vem aí 4ª edição do Cine Família na Praça

Evento levará cinema a céu aberto para Monte Alegre de Minas na quinta-feira (04/05) e Tupaciguara no sábado (06/05). 

divulgação
Três edições de absoluto sucesso com aproximadamente 23 mil pessoas vivenciando uma experiência única de cinema a céu aberto, com conforto e segurança para toda a família. 

Esse é o histórico do Cine Família na Praça, que já realizou 21 exibições cinematográficas em 14 diferentes cidades do interior mineiro, projetando filmes recentes e conteúdos de alta qualidade artística.

Em Maio, o evento, que é totalmente gratuito para a população, chega à sua 4ª edição, contemplando as cidades de Monte Alegre de Minas e Tupaciguara, respectivamente, nos dias 04 e 06 de Maio, sempre às 20h (confira locais abaixo).

‘O Pequeno Príncipe (2015)’, ainda inédito na TV aberta, é o filme escolhido para exibição ao ar livre - com direito a carpete vermelho, cadeiras com braços, iluminação cênica para deixar o ambiente mais charmoso, e até pipoca de graça.

De acordo com o idealizador e coordenador do Cine Família na Praça, Marcelo Mamede, a essência do evento é oferecer uma experiência diferenciada de cinema a céu aberto. Diversão de boa qualidade feita para todos os públicos e de forma gratuita”, afirma.

‘O Pequeno Príncipe’, sucesso absoluto de crítica e entre todos os públicos, será exibido em uma tela com 10 metros de comprimento por 4 metros de altura e equipamentos de um verdadeiro cinema, com projeção de película 35mm e som surround 5.1. 

“É a primeira vez que Monte Alegre de Minas recebe o evento e a segunda vez que o levamos para Tupaciguara. É um programa imperdível, pois ambas as cidades não possuem cinema e terão a oportunidade de viver a experiência de um verdadeiro cinema gratuitamente”, ressalta Mamede.

O Cine Família na Praça é patrocinado pela Algar Telecom, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e realizado pela Moinho Cultural com o apoio das Prefeituras de Monte Alegre de Minas, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Turismo; e de Tupaciguara, por meio da Secretaria de Cultura. 

Sobre a Algar Telecom

A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do grupo Algar, está há mais de 60 anos no mercado com dois objetivos principais: manter um relacionamento próximo com seus clientes e oferecer serviços de alta qualidade.
A empresa oferece acesso à internet, celular, TV por assinatura, serviços de voz, dados, internet, TI e Infra, outsourcing e vídeo.
A Algar Telecom tem hoje mais de 3,6 mil associados (como são chamados os colaboradores) e está presente nas principais regiões do Brasil. São 33 mil km de fibra óptica, atendendo 1,3 milhão de clientes nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal. Desde 2007, a Algar Telecom é uma companhia aberta, não listada na Bolsa de Valores.

Sobre a Moinho Cultural

Fundada há 12 anos por Marcelo Mamede Maia e Marco Túlio Morais, a Moinho Cultural é uma Produtora que atende Empresas Patrocinadoras e Agências de Publicidade e de Relações Públicas com a disponibilização de projetos próprios para patrocínio e criação de projetos sob medida, sempre alinhados às estratégias de comunicação do cliente, gerando entregas de qualidade que favoreçam a visibilidade, fortalecimento e reputação de marca.
Além do Cine Família na Praça, possui em seu portfólio projetos de sucesso como o Diversão e Arte: Música para Crianças de Todas as Idades, o Festival de Inverno Serra da Canastra e o Expresso Literário. Foram 31 eventos em 19 diferentes municípios, que atingiram, juntos, um público de cerca de 77 mil pessoas. 

Serviço:
Cine Família na Praça com exibição do filme ‘O Pequeno Príncipe (2015)’
Em Monte Alegre de Minas: Dia 04/05 (quinta-feira) – 20h - Praça Nicanor Parreira
Em Tupaciguara: Dia 06/05 (sábado) - 20h - Praça João de Barros Ferreira
Classificação indicativa: livre para todos os públicos

Para saber mais, acesse:

Veja também o vídeo documentário da última edição (2016):


Michele Borges | Ciclo

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Senai MG prorroga matrícula dos cursos técnicos até 30 de janeiro

Valor é de R$ 219 e há 25 cursos disponíveis em várias cidades do estado

A matrícula para os cursos técnicos do Senai foi prorrogada até 30 de janeiro. O valor é de R$ 219 e deve ser feita no hotsite senaimg.com.br

As aulas das turmas que ainda estão incompletas começam no dia 30/01. As que já têm alunos suficientes iniciarão as aulas no dia 23/01, conforme o previsto. No total, há 25 cursos disponíveis.

Confirmado o pagamento da matrícula, o interessado será contatado pela unidade responsável para concretizá-la mediante a apresentação dos documentos exigidos no edital e assinatura do contrato.

Os cursos técnicos oferecidos e em quais cidades (entre outras informações) estão disponíveis em http://www.senaimg.com.br/cursostecnicos/.

Comunicação | FIEMG

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Cartilha e cartaz sobre prevenção de doenças nos rebanhos

Governo de Minas Gerais produz cartilha e cartaz sobre prevenção de doenças nos rebanhos. 

Material será repassado aos produtores rurais para ajudá-los a manter os animais sadios e consequente oferta de alimentos de qualidade

Cartilha traz informações detalhadas sobre as principais doenças que podem acometer os rebanhos | Divulgação/Seapa

O Governo de Minas Gerais produziu duas importantes peças de comunicação em apoio aos produtores rurais com orientações para o manejo correto dos rebanhos. 

As peças – cartaz e cartilha – foram produzidas pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) por meio do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), órgão responsável pela defesa agropecuária no estado.

O secretário de Agricultura de Minas João Cruz Reis Filho considera a produção do material um avanço que vai nortear as ações de defesa sanitária em Minas.

“Além de ser um material de alta qualidade e de conteúdo específico e bem direcionado, ele disponibiliza informações para o produtor que pode fazer um planejamento durante o ano de toda vacinação e medidas preventivas garantindo, assim, mais segurança para ele e a população”, diz o secretário.

O diretor-geral do IMA, Marcílio de Sousa Magalhães, argumenta que as duas peças foram criadas com o objetivo de orientar e dar subsídio aos produtores para que estejam sempre atentos, no seu dia a dia, às medidas preventivas em relação à saúde dos rebanhos, o que garante a oferta de produtos de qualidade e com segurança alimentar para a população.

“Esse material de apoio aos produtores se justifica uma vez que eles também são responsáveis pelas ações de defesa agropecuária que, na prática, começam dentro da fazenda. O IMA orienta, esclarece dúvidas e fiscaliza, mas a participação dos criadores é fundamental para que tenhamos uma defesa sanitária de qualidade”, pondera.

Magalhães ressalta a importância do material lembrando que as ações de defesa sanitária são fundamentais para o agronegócio, especialmente para as exportações mineiras e brasileiras. Ele lembra que Minas Gerais possui status de área livre de febre aftosa com vacinação e de peste suína clássica, respectivamente para bovinos e suínos, ambos obtidas junto à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). 

“Essa condição permite a venda dos produtos da bovino e da suinocultura de Minas no mercado internacional” argumenta, lembrando que de janeiro a outubro deste ano Minas Gerais exportou o equivalente a US$ 641 milhões no conjunto de carnes em geral, de acordo com dados da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Outro indicador importante lembrado pelo diretor-geral do IMA é a liderança mineira na produção nacional de leite, com 9,1 bilhões de litros/ano.

Cartilhas

O gerente de Educação Sanitária e Apoio à Agroindústria Familiar do IMA, Gilson de Assis Sales, explica que a “Cartilha de Apoio à Saúde Agropecuária” traz informações detalhadas sobre as principais doenças que podem acometer o gado, como febre aftosa, brucelose, tuberculose, doença da vaca louca e raiva.

No caso das aves e suínos, o material aborda doenças como influenza aviária e peste suína clássica, enquanto no caso dos equídeos aborda o mormo e anemia infecciosa equina.

Gilson Sales esclarece que a distribuição das cartilhas para os produtores rurais será feita nas ações e eventos de educação sanitária realizados pelo IMA e entidades parceiras ao longo do ano, como seminários, dias de campo e palestras, entre outros.

A publicação possui 20 páginas, com texto e ilustrações cujo conteúdo foi produzido pelos médicos veterinários do IMA. O gerente de Defesa Animal do IMA, Guilherme Negro, ressalta que a cartilha detalha os sinais clínicos que podem alertar o produtor para um animal doente, as ações a serem adotadas pelos criadores em caso de confirmação de animal infectado e os cuidados que devem ser tomados pelos produtores, trabalhadores rurais e tratadores no manejo dos animais.

“É importante frisar que a cartilha explica para os produtores os casos em que é obrigatória a notificação da suspeita de animal doente ao IMA para que o Instituto adote as medidas adequadas a cada caso”, diz Negro.

Cartazes

Os cartazes trazem de forma bastante clara as informações sobre as três vacinas obrigatórias e respectivas datas em que devem ser aplicadas pelos produtores rurais contra a febre aftosa (em bovinos e bubalinos), contra a brucelose (em bezerras bovinas com idade entre três e oito meses) e contra a raiva (em bovinos, búfalos, equídeos, caprinos e ovinos).

Os cartazes serão afixados em locais com grande circulação de produtores rurais, como as unidades do IMA em todo o estado (20 coordenadorias regionais e 208 escritórios seccionais), lojas de revenda de produtos veterinários, sindicatos, associações, cooperativas, escolas de agronegócio, prefeituras e secretarias municipais de agricultura e nos eventos com produtores, entre outros.

Abertas as inscrições para o Projeto Cemig Troca Seu Motor

Os micros e pequenos empresários mineiros já podem se cadastrar no Projeto Cemig Troca Seu Motor. A ação, que conta com o apoio do Sebrae-Minas, tem o objetivo de estimular a eficiência energética no Estado com bônus de até 40% na compra de um ou mais motores elétricos novos. 

Vale ressaltar que a soma das potências de todos os motores não poderá ultrapassar 2.000 CVs (cavalos-vapor) por cliente.

Com isso, os motores elétricos antigos serão substituídos por equipamentos mais modernos e eficientes, promovendo a utilização consciente da energia elétrica e, consequentemente, a redução da conta de energia dos empreendedores.

Pelo regulamento, as inscrições vão até 5 de maio de 2017. Nesse período, a Cemig também vai realizar workshops em todo o Estado no intuito de divulgar o Projeto Cemig Troca Seu Motor para os micro e pequenos empresários e produtores rurais e mostrar os benefícios do programa. 

Para aderir ao programa, as empresas devem substituir os motores obsoletos, conforme as orientações da Cemig. Dessa forma, após a aquisição e instalação dos motores novos, os equipamentos antigos precisam ser descartados, conforme regulamento do Projeto Cemig Troca seu Motor. Com o cumprimento dessas etapas, a Cemig analisará os pedidos e poderá ressarcir os clientes.


Confira todas as informações, critérios e regulamento sobre o Projeto no site www.cemigtrocaseumotor.com.br.

via Agência Minas

Seguidores